Cão vítima de maus-tratos é resgatado por ONG, em Uberaba (MG)


Cachorro apresenta vários ferimentos, que passam a ser tratados pelo veterinário voluntário. Foto: Farley Gomides Torres

Após a denúncia de maus-tratos contra dois cachorros (fila e pit bull) feita na tarde de domingo (30), a Associação Protetora dos Animais de Uberaba (Supra) resgatou um dos animais na manhã desta segunda-feira (31). Segundo a presidente da entidade, Denise Stéfani Max, os cães estavam presos, sem água, comida e ambos machucados. Eles foram localizados num pesque-pague próximo à BR-050.

Ela ficou indignada com a situação dos dois cachorros, sendo considerada como uma das piores já observadas. “Este é um dos piores casos que eu já vi. Os animais estavam sendo ‘comidos’ vivos pelos bichos. Eles estavam com bicheira, todos com feridas. O pit bull estava ficando sem orelhas”, conta.

Ela explica que a denúncia foi encaminhada por uma amiga que frequentava o pesque-pague. “Ela disse que ouviu um cachorro ‘gritando’. Mas só estava o caseiro. Ele disse que o cachorro não era dele. Mesmo assim, ele tinha que cuidar. Estava cheio de moscas. É um absurdo!”, enfatiza.

No fim da manhã de ontem, o veterinário voluntário da Supra, Farley Gomides Torres, foi até o local e retirou o pit bull. Ele identificou que o fila era do caseiro, que havia comprado medicamentos para os animais. Antes de deixar o local, Farley iniciou o tratamento do animal. “Quanto ao outro, não tive autorização para trazer. Ele disse que irá cuidar. Realmente tinha a medicação e se prontificou a terminar o tratamento. O pit bull é o que está pior. Ele tem sete pontos de bicheira. O animal foi trazido para os cuidados da Supra”, explica.

Segundo o veterinário, o tempo de recuperação do animal está estimado em dois meses. De acordo com a presidente da Supra, será realizado um termo circunstancial e o animal será encaminhado para adoção. (JFS)

Fonte: JM Online


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>