Menino de 9 anos pega bote para salvar cães ilhados em Itajaí, SC


Gustavo Henrique Morelli, 9, salvou seus dois cães da enchente (Foto: Rosanne D'Agostino)

“Alegria.” É como define Gustavo Henrique Morelli, de nove anos, o que sentiu quando reencontrou seus dois cachorrinhos, Simba e Pink, depois de pegar um bote para resgatá-los na casa onde mora, que ficou isolada em um dos bairros de Itajaí, Santa Catarina, em razão das enchentes que atingem o estado desde a quarta-feira (7).

Em Itajaí, as cheias chegaram depois de atingir mais de 100 mil pessoas em Blumenau. A diminuição do nível das águas do rio Itajaí-Açu, que alagaram mais de 390 ruas na cidade, para o município vizinho significa que o curso do rio está seguindo diretamente para o rio Itajaí.

Neste sábado (10), os moradores começaram a sentir a força dos alagamentos, que ‘engoliram’ casas e deixaram vários bairros submersos.

Desde sexta, Gustavo queria voltar para buscar seus cãezinhos, mas as águas tomaram todas as ruas do bairro, na entrada de Itajaí. No local, a maioria das casas está com o primeiro andar submerso, algumas há três dias. De outras, só é possível ver o telhado.

“Eu ficava pensando no que ele estava pensando”, conta Gustavo. O resgate aconteceu apenas neste sábado, quando já não havia mais previsão de as águas baixarem. Os cães estavam no segundo andar, isolados. “Colocamos todas as coisas para cima e saímos”, conta a mãe do menino herói.

Com o avô e o pai, Gustavo partiu de bote rumo à casa. Seguiu por cerca de 50 metros de água barrenta, e retirou os cãezinhos. Também cuidou para que não caíssem do barco até a chegada à margem, quando ganhou festinha dos animais e dos vizinhos orgulhosos.

“Senti alegria, e acho que ele também”, diz o menino, envergonhado da proeza. Agora, a família espera apenas que o nível do rio baixe e que possam retornar às casas, para dar início à limpeza, e contabilizar o prejuízo.

Barco usado para resgatar pessoas ilhadas em Itajaí (SC) (Foto: Rosanne D'Agostino)

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RIO DE JANEIRO

ALTERNATIVA VEGANA

GENEROSIDADE

REABILITAÇÃO

EMPATIA

RECEPÇÃO

FINAL FELIZ

SEM FERIMENTOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>