PM fecha rinha de galos em Nossa Senhora das Dores (SE)


A Polícia Militar fechou no último final de semana uma rinha de galos na cidade de Nossa Senhora das Dores. A ação aconteceu quando uma guarnição composta pelo sargento Cláudio Nunes, cabo Francisco Soares, soldado Santiago e Severo Santos foi acionada – via Ciosp 190 – mediante denúncia de que havia uma rinha de galos na referida localidade.

A pena pra este crime é de detenção de três meses a um ano e multa. Foto: Poletão Ambiental

“O crime de maus-tratos foi configurado, pois havia presença de galos brigando e toda uma estrutura para este fim, como arena de combate dos galos, vários galos de briga presos nas proximidades, balança para pesar os galos antes das brigas e relógio para cronometrar o tempo da briga”, comentou o sargento Cláudio Nunes.

Para o tenente Josenilton, comandante do Pelotão Ambiental, tais denúncias são fundamentais para inibir condutas desta natureza. “Maltratar animais é crime, tipificado no Artigo 32, da Lei 9.605 e será apurado pelo Juizado Especial Criminal de Dores. A pena é de detenção de três meses a um ano e multa”, destacou o oficial ao mencionar que as operações serão intensificadas em rinhas, vaquejadas, cavalgadas e demais eventos que envolvam animais sem os cuidados necessários.

Fonte: Infonet


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO

SOFRIMENTO EMOCIONAL

DOÇURA

AÇÃO HUMANA

JAPÃO

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO SONORA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>