Chimpanzés se abraçam ao verem a luz do dia pela primeira vez


Um grupo de 38 chimpanzés mantidos em cativeiros num laboratório austríaco foi resgatado ao fim de uma batalha judicial de 14 anos. Os primatas não viam a luz do dia há 30 anos.

Os animais eram explorados em um laboratório desde 1981, tendo sido separados dos progenitores assim que nasceram. Durante três décadas foram infetados com vírus da AIDS e da hepatite, como cobaias.

O vídeo mostra o momento em que três dos 38 primatas resgatados veem a luz do dia após tantos anos em cativeiro. Assustados, os chimpanzés mostram-se satisfeitos, rindo-se e abraçando-se.

Agora, os animais estão alojados no Santuário animal Gut Aiderbichl, perto de Salzburgo, na Áustria.

Fonte: Boas Notícias


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>