Cram deve liberar animais marinhos nesta terça-feira


Nesta terça-feira, 23, às 9h30min, a equipe do Centro de Recuperação de Animais Marinhos (Cram), do Museu Oceanográfico da Furg, pretende devolver à natureza 46 pinguins, um lobo-marinho e duas tartarugas-marinhas. Esses pinguins chegaram ao Cram, junto com outros vários, a partir de junho deste ano, após serem encontrados no litoral gaúcho sujos de óleo, desidratados e desnutridos. No Cram, eles receberam o tratamento necessário e banho para retirada do petróleo de suas plumagens. E agora estão prontos para retornarem ao seu habitat.

Outros diversos animais, entre pinguins, lobos-marinhos e aves oceânicas permanecerão em tratamento no centro. Os animais a serem liberados serão transportados em um caminhão do Exército até a praia do Cassino, onde serão soltos à beira-mar. O Cram foi criado em 1974 e, desde 2000, conta com o apoio da Petrobras. Sua equipe fica de prontidão 24 horas por dia.

Conforme o oceanólogo Lauro Barcellos, diretor do Museu Oceanográfico, em média, são resgatados até 600 animais marinhos por ano. São pinguins, tartarugas, leões-marinhos e lobos-marinhos, aves marinhas, entre outros. “Se não contassem com essa estrutura, os animais não sobreviveriam ou sua recuperação seria bem mais demorada”, contou Barcellos.

Fonte: Jornal Agora


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>