Aves conseguem ver cores invisíveis aos seres humanos


(Foto: Reprodução/JN)

A natureza não dotou apenas as aves de uma exuberante gama de cores na sua plumagem. Desenvolveu-lhes também o sentido de visão, de tal forma que as aves
distinguem um maior número de cores do que os seres humanos, segundo um estudo publicado na revista Behavioral Ecology, citado pelo jornal El Mundo.

A sua retina contém cones adicionais muito sensíveis à gama ultravioleta, o que lhes permite ver cores invisíveis ao homem, como o amarelo ultravioleta. A investigação, realizada por cientistas das universidades de Harvard (EUA) e de Cambridge (Reino Unido), revela que, há largos milhões de anos, a plumagem das aves evoluiu dando origem a novos pigmentos e cores estruturais. Assim, as penas de cores pálidas deram origem às atuais cores exuberantes.

“As nossas roupas eram bastante monótonas antes da invenção dos corantes. Depois, tingir os tecidos tornou-se barato, o que originou a explosão de cores que conhecemos hoje. Algo semelhante parece ter acontecido com os pássaros”, explicou Richard Prum, um dos investigadores.

Há algum tempo que os cientistas consideram que as cores da plumagem têm funções diferentes. Por exemplo, servem para camuflar, emitir sinais a outros animais ou na fase de acasalamento para atrair o parceiro.

Com o passar do tempo, as aves foram evoluindo até atingirem uma combinação de cores que inclui vários pigmentos de melanina (a mesma substância que dá cor à nossa pele), carotenoides (que resulta da dieta alimentar) e cores estruturais (como o azul da cor dos olhos humanos).

Fonte: Os Bichos


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>