A música abraçando causas




A proposta da SANANDA ultrapassa as fronteiras da música e abraça, de corpo e alma, a causa do aquecimento global. Em seu primeiro disco, “Tá Ficando Quente”, o sexteto formado por Wal, Caco, Marquinhos, Anderson, Vandinho e Sussa prega a mobilização social em torno da questão, conclamando a população a tomar uma atitude, antes que a Terra se transforme no árido deserto previsto.

No álbum, é possível encontrar várias vertentes do rock indie, hard, lo-fi e rockabilly, misturadas a outros gêneros musicais, como ska e soul music. Somados os elementos, formam um estilo que os próprios integrantes da SANANDA batizaram de “pop-rock consciente”. O grupo SANANDA vem abraçando causas em prol do planeta desde 2008, usando a música como maior arma para conscientizar as pessoas de que o planeta precisa de ajuda, assim como os animais que o habitam. E para isso participam, também, de movimentos como Hora do Planeta, Live Earth, 350 e Aquecimento Global I-Care, além de apoiar a causa da ANDA. Em parceria com a Eco Surf, a SANANDA já mobilizou a prefeitura de Peruíbe para o plantio de 2.098 árvores em 40 segundos , que foi recorde sul-americano, em uma ação organizada pela prefeitura da cidade, que reuniu mais de 3.000 pessoas.

Walkiria, vocalista da banda, já atuou como membro da corporação da PM e no patrulhamento da região da Jureia, impedindo que caçadores levassem animais de seu habitat natural para venda criminosa dos bichos indefesos. E foi com este espírito descontraí­do e batalhador que ela concedeu entrevista exclusiva para ANDA e contou um pouco sobre o papel da SANANDA por um planeta melhor.

ANDA – Por que SANANDA?

SANANDA – SANANDA começou quando tatuei o símbolo da SANANDA no ombro, que é um símbolo de proteção, e aí surgiu a ideia de colocar na banda este nome que tem o significado de proteção e “aquele que batalha pelas causas justas”. E existem muitas causas a serem abraçadas por nós, começamos pelo problema do aquecimento global e abraçamos também a causa de defesa dos animais.

ANDA – Qual a relação da SANANDA com esta história do aquecimento global e os direitos animais?

SANANDA – Em 2008, quando a SANANDA foi abraçada pelo empresário Ricardo Panicali, tivemos o compromisso de unir ideias de nossa filosofia a um propósito de ajudar o planeta. E a iniciativa veio de usar a música como forma de conscientização, quando surgiu a ideia do “Tá Ficando Quente”, nosso primeiro álbum, que teve como objetivo chamar as pessoas para a realidade de que o planeta está realmente aquecendo! E não podemos ficar parados. Realizamos diversos shows em parques, apoiamos diversos movimentos como Hora do Planeta, Live Earth – Run4Water, 350, TicTac TicTac, Aquecimento Global I-Care (eu me importo0, fizemos plantio de árvores, sempre levando a mensagem de que agora estamos vendo surtir efeitos, pois vemos muitos começarem um trabalho usando a música para conscientizar, ou seja, voltando às origens do rock de conteúdo. Quanto aos direitos animais, vivemos próximo da Jureia, reserva ecológica que fica em Peruíbe; os garotos da SANANDA muitos são surfistas e têm uma relação de respeito com a natureza e eu, Wal, já fiz muita denúncia de gente fazendo tráfico de animais para vender no exterior. Os animais fazem parte de nosso ecossistema e eles merecem todo o respeito e carinho, tanto quanto o ser humano, pois eles não destroem nada e os animais “inteligentes” vivem destruindo o planeta sem medir as consequências. Defender os direitos dos animais é uma causa justa e vamos apoiar até onde nos for possível. Estamos preparando uma música para a questão também.

ANDA – Vocês já se apresentaram no evento BEM ANIMAL, que realizamos na Casa das Caldeiras. Quais são os próximos planos? Continuarão a nos prestigiar?

SANANDA – Claro!!! Com o maior prazer! Participaremos de qualquer evento da ANDA, pois, além de muita competência e profissionalismo que vimos no evento na Casa das Caldeiras, uma causa nobre dessa não podemos deixar de lado. Agora estamos planejando, em parceria com nossa produção Panic! Digital Music, movimento 350 e ANDA, fazer um novo evento 10.10.10, quando haverá uma ação mundial em prol do planeta e também dos animais no Parque do Ibirapuera.

ANDA – Quais os planos futuros para a SANANDA?

SANANDA – Estamos trabalhando agora nosso segundo álbum, RECICLA!, que tem como objetivo levar a mensagem de que a reciclagem começa em todos nós, nossos pensamentos, nossas atitudes! Somente começando o homem a mudar a forma de viver poderemos melhorar nosso planeta em todos os sentidos. O álbum será gravado nos estúdios da NORCAL e lançado pelo selo independente Panic! Digital Music.

ANDA – Vocês têm show programado para São Paulo?

SANANDA – Em outubro participaremos do 350 Festival no Parque do Ibirapuera, estamos acertando detalhes para este evento, que contará com a participação de outros artistas: Peri, Pindorama, Sergio Sá, DJ Double C, entre outros a serem convidados.

ANDA – Pode contar um pouco mais sobre a SANANDA, como formação do grupo e tempo de carreira?

SANANDA – Já estamos na estrada há quase 5 anos, mas o trabalho mais forte começou em 2008 mesmo. A SANANDA é composta de seis integrantes: Wal (vocalista/compositora), Caco Adam (vocal/guitarra/compositor/arranjador), Marquinhos (vocal/baixo/compositor) , Anderson (teclados/sax/back-vocal/compositor), Vandinho (tchello/guitarra/violões) , Sussa (bateria). Temos uma versatilidade musical muito interessante pois somos três vocalistas com estilos diferentes, o que acaba fazendo um diferencial nos shows.

ANDA – Você tem alguma mensagem que gostaria de deixar?

SANANDA – Tenho, sim! RECICLA! Seus pensamentos, argumentos.  RECICLA! Suas atitudes, pensamentos… Toda e qualquer grande mudança sempre poderá acontecer se começar por você, ou seja, por cada um de nós. Agradecemos a oportunidade da ANDA pelo espaço e pelo convite de poder participar de mais uma causa nobre como a defesa dos direitos dos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

DESESPERO

CONSOLO

CALIFÓRNIA

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>