Médico de renome é chamado para operar pinguim resgatado na Nova Zelândia


John Wyeth (de óculos) conduz cirurgia no zoológico de Wellington (Foto: AFP)

John Wyeth, chefe da gastroenterologia do hospital de Wellington e um dos mais renomados médicos da Nova Zelândia, enfrentou nesta segunda-feira (27) um desafio incomum: ele teve que operar um pinguim. Acostumado a pacientes humanos, Wyeth teve que se familiarizar com a anatomia do animal para retirar areia que a ave havia engolido.

O animal foi encontrado perdido em uma praia do país com o estômago cheio de areia, que ele pode ter confundido com neve. Os pinguins ingerem neve para se hidratar e manter a temperatura do corpo. A areia causou bloqueios no corpo e Happy Feet, como é chamado, já foi submetido a duas cirurgias antes desta.

“Nós provavelmente esvaziamos metade do estômago e esperamos que, com um pouco de sorte, o estômago vai voltar a funcionar normalmente. (…) Eu não estava familiarizado com a anatomia. Se eu tivesse feito um procedimento similar em um humano levaria 10 minutos”, diz o médico, que levou cerca de duas horas na cirurgia, ao site do jornal inglês Daily Telegraph.

Happy Feet é um pinguim imperador de gênero desconhecido – uma análise de DNA vai indicar o sexo do animal – e seu futuro agora será decidido por um grupo de especialistas. Um empresário chegou a oferecer patrocínio para um expedição que levasse a ave de volta à Antártica em fevereiro, mas os veterinários esperam que ele volte pelas próprias forças, já que a expedição poderia levar doenças às colônias de pinguins.

Este é apenas o segundo pinguim imperador registrado na Nova Zelândia e os especialistas não sabem por que ele foi parar nas praias do país.

Fonte: Terra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>