Ibama demora a definir destino das 270 aves venezuelanas apreendidas


Foto: Reprodução/Jornale

Ainda não havia sido definido até esta sexta-feira (24) o destino das 270 aves venezuelanas apreendidas pela Polícia Federal na última segunda-feira (21), no aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus (AM). O Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis) decidirá se os animais serão deportados, sacrificados ou receberão um novo abrigo.

A grande dificuldade seria adaptar o clima em que os animais viviam na Venezuela ao ambiente brasileiro. Entre as aves há pintassilgos, bicudos, rouxinóis e quase 80% delas são canários, com espécies exóticas só existentes no país de origem. Elas foram encontradas na mala de um brasileiro que responderá pelo crime de maus-tratos. Ele está em liberdade.

O órgão está em contato com a Venezuela para saber se o governo do país tem o interesse em ter as aves novamente. Caso sim precisará enviar uma verba para o transporte.

Se a deportação não for feita, será necessário um novo lugar, mas de acordo com a assessoria do Ibama, não existe recurso para isso e alguma outra entidade poderá sustentar os animais. Caso nenhuma dessas possibilidades se concretize, as aves serão sacrificadas.

Fonte: R7

Nota da Redação: Essas 270 vidas não podem ser condenadas por um crime que não cometeram. Enquanto o traficante está livre, os animais é que têm a vida tomada? Estamos diante de alguma piada? É obrigação dos órgãos que zelam pela preservação da fauna (por ex.: Ibama) providenciar o deslocamento dessas aves a um abrigo adequado, até que seja negociada a volta dos animais ao seu habitat original. Existem soluções éticas, que respeitam a vida desses seres que já sofreram muito em nome da ganância humana. Basta um pouco de competência e boa vontade para colocá-las em prática. Os órgãos ambientais têm a obrigação perante toda sociedade de preservar a vida. As aves devem voltar para o local de onde foram brutalmente retiradas. Caso isto não seja possível, há de se providenciar um abrigo adequado em respeito ao que há de mais sagrado: a vida. Recursos existem; o que não existe é vergonha na cara e competência para reparar as ações desastrosas que os humanos causam deliberadamente na natureza.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESCARTE IRRESPONSÁVEL

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>