Protetores pedem que vereadores votem contra PL que aprova uso de sedém nos rodeios


Maria Clara Spinelli
m.clara.s@gmail.com

Nós, membros da população assisense, vimos através desta carta manifestar nossa preocupação com o Projeto de Lei nº061/2011, de autoria do vereador José Aparecido Fernandes, que dispõe sobre as normas para a realização de rodeios no âmbito do município de Assis, em SP, e dá outras providências. Este projeto de lei irá para votação na 19ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Assis, no dia 06 de junho, na próxima segunda-feira.

Nossa preocupação fundamenta-se, principalmente, no parágrafo 1º do Artigo 4º, que legaliza o uso de sedém de lã nas práticas de rodeio. O sedém é um instrumento colocado na região do vazio do animal, fazendo com que ele pule na arena, durante os rodeios, independente do material com que ele é confeccionado. Tal prática é extremamente cruel, pois causa grande sofrimento ao animal, torturando-o.

Embora as pessoas envolvidas com a terrível prática do rodeio pretensiosamente afirmem que o sedém não causa dor ao animal, a verdade é que devemos embasar nossa opinião em estudos de profissionais competentes no assunto. Utilizamo-nos, como exemplo de estudo bem sucedido sobre o assunto, o parecer técnico da professora doutora Júlia Maria Matera, presidente da comissão de ética da USP, que mostra os resultados da pesquisa sobre o sistema nervoso de bois e cavalos e as consequências do uso de sedém nos mesmos. Segundo a professora doutora, “a utilização de sedém (…) gera estímulos que produzem dor física nos animais (…). Além da dor física, esses estímulos causam também sofrimento mental aos animais, uma vez que eles tem capacidade neuropsíquica de avaliar que esse estímulos lhes são agressivos.”

É importante ressaltar que alguns órgãos da cidade de Assis que se ocupam de garantir que os Direitos Animais sejam cumpridos, já realizaram diversas campanhas contra a prática do rodeio, obtendo apoio da população. Um exemplo disso é o abaixo assinado que sugere a proibição da prática do rodeio em Assis, que já conta com mais de três mil assinaturas.

Nós, cidadãos da cidade de Assis, acreditamos que as decisões políticas devem apoiar seus alicerces em sólidas bases éticas e morais, que não tenham por base a exploração, seja ela econômica, política, cultural ou social. Esperamos que, ao eleger nossos vereadores, não sejamos cúmplices e financiadores de ações violentas ou opressoras.

É por tais motivos que nós, cidadãos preocupados com os rumos legislativos de nossa cidade e suas consequências, pedimos que os vereadores, como representantes da população de Assis, votem contra o Projeto de lei nº061/2011.

O rodeio é um destes eventos em que a cultura antropocêntrica se faz mais do que presente e, através dele, animais humanos fazem com que animais não-humanos se tornem meros objetos de interesse financeiro.

Falamos como cidadãos preocupados com o tipo de herança cultural que deixaremos para nossos filhos e netos e pedimos para que você, político responsável, deixe de apoiar este tipo de evento.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

CONSCIENTIZAÇÃO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE

CRISE CLIMÁTICA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>