Agora é lei: em Xangai só é permitido ter apenas um cão


Tutor passeia com seu cachorro por Xangai: sem 'irmãozinhos' e com coleira. Foto: Aly Song/Reuters

Muitos tutores de cachorros em Xangai estão preocupados: a partir da próxima semana, passa a vigorar na cidade chinesa a Lei do Cachorro Único, que permite no máximo um cachorro por domicílio.

A lei foi criada porque, em 2010, mais de 140 mil ocorrências de ataques de cachorros foram registrados pela polícia local.

Xangai é uma das cidades chinesas que já segue a Lei do Filho Único, ou seja, cada casal pode ter apenas uma criança.

Falta de licença

A Lei do Cachorro Único também proíbe que animais andem sem coleira, e todo cão de grande porte deve usar focinheira.

Há cerca de 600 mil cachorros sem licença em Xangai. Serão todos declarados ilegais e devem ser doados a famílias sem cachorros.

As famílias com mais de um animal poderão mantê-los, caso todos já estejam licenciados pelo governo. E novas licenças só serão fornecidas a casas sem cães.

Entidades de proteção aos animeais temem que a medida gere um grande número de animais abandonados por tutores que temem as multas.

Fonte: R7


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>