Onça atropelada e vítima de maus-tratos é operada no interior de SP


(da Redação)

Cirurgião religa músculo que garante o movimento de uma das patas

O Dr. José Roberto July foi o responsável pela cirurgia de mais de três horas, realizada nesta madrugada, na onça atropelada na região de Jaboticabal, no interior de São Paulo.

Com fraturas no braço esquerdo e na perna direita a onça também possuía fragmentos de chumbo (correspondente a arma de fogo) na região do quadril. O animal deve ter no máximo dois anos, pois ainda apresentava as linhas do crescimento nas extremidades dos ossos abertas, sinais que desaparecem apenas na idade adulta.

O Dr. José Roberto July religou o músculo que garante o movimento da perna esquerda do animal. Ele também fechou os cortes e instalou uma placa com sete parafusos e pino no braço esquerdo da onça.

“A preocupação agora é com o pós- operatório. Tem um período de 60 dias para a calcificação da fratura e vamos fazer o máximo pra que ela não se movimente”, explica o Dr. July.

Ainda nesta madrugada ela seguiu para o interior de São Paulo, onde ficará em recuperação sob supervisão da equipe da Mata Ciliar. Ela deverá ser acompanhada durante um ano, quando então poderá ser devolvida à vida de selvagem. A onça vivia em um canavial na cidade de Jabuticabal e pode ter chegado à estrada onde foi atropelada fugindo de queimadas na região.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>