Bois são obrigados a puxar carroças em festividade popular de SC


Juliana Cechinel
julicechinel@hotmail.com

Existe um pequeno município em meu Estado, chamado Cerro Negro, onde, durante a Festa da Agricultura Familiar, é realizada a “Fórmula 1 da Roça”; e, em nome da “cultura” do município, bois são amarrados em carroças, e forçados para que vençam a “corrida”.

Fórmula 1 da Roça usa carros de boi na competição em Cerro Negro, no Planalto Serrano de SC

Segunda-feira, 2 de maio de 2011

Nem o frio, nem a chuva e o barro que deixam marrom a paisagem da 5ª Festa da Agricultura Familiar em Cerro Negro, no Planalto Serrano de Santa Catarina, abalaram o ânimo dos competidores da “Fórmula 1 da Roça”. A atração é uma das mais esperadas da festa e a comunidade toda vai até o local para prestigiar o evento.

A competição tem como objetivo resgatar a cultura e a história do município. Os competidores correm em carroças puxadas por dois bois, antigamente, esse tipo de transporte era utilizado para levar de pessoas, alimento, pastagem e para eventuais serviços na lavoura.

Foto: Diário Catarinense

No final da competição, o vencedor é o que contar com os bois mais rápidos. A carroça que chegar primeiro leva o prêmio, que neste ano, foi em dinheiro, no valor de R$ 800.

Entre os seis competidores, o grande vencedor da prova nesse ano foi Antônio Cézar Varela, da Comunidade de Tanque, que pertence ao município. Antônio disse que tinha certeza que ele ou o tio iriam vencer, pois competiram com os melhores bois.

Peço que enviem, assim como eu fiz, email ao prefeito deste município, já que esta é a forma que temos para protestar contra esta “diversão”. Chega de eventos que envolvem animais!!

Abaixo segue o link com o site da Prefeitura de Cerro Negro:

www.cerronegro.sc.gov.br

Vá em “governo – gabinete do prefeito – fale com o executivo”.

Também encaminho o email que escrevi ao prefeito, caso queiram utilizar grande parte como modelo:

“Boa tarde. Sou catarinense, servidora pública da Câmara de Vereadores de Criciúma / SC, e entre outras atividades, sou também ativista em prol do bem estar animal.

É com muita tristeza que soube que seu município realiza corrida de carroça de bois. Convenço-me cada vez mais, ao longo dos anos em que venho estudando sobre as atividades que envolvem animais, que NENHUMA delas traz mais bem que mal ao animal.

Todas as atividades que envolvem animais, sempre são realizadas visando aos homens, seja em relação ao lucro, ao “prazer”; ou estas se realizam com a “desculpa” de proporcionar uma melhor “interação” do animal com o homem.

Já não nos basta, ao longo dos séculos, termos assassinado tantas formas de vida, com fins de alimentar-nos, nos proteger, nos aquecer? Utilizando todo tipo possível de desculpas, os homens infelizmente continuam utilizando-se dos animais, com a infeliz idéia de “diversão”.

Municípios do interior são tão lindos, com seu povo, sua agricultura, suas origens.

Seria tão mais belo da parte de Vossa Excelência, em uso de seu poder para instruir e influenciar os cidadãos de seu município, que este tipo de “festividade” fosse desestimulada.

Porque os agricultores não podem participar da festa do município, levando seus animais e mostrando-os ao público? Para que submeter os bois à realização de um trabalho forçado, contrário à natureza do animal, e que, com certeza absoluta, irá proporcionar algum tipo de sofrimento ao animal?

Não podemos, ainda, esquecer que, em nome dos “costumes” e da “cultura”, barbáries de todo tipo, inclusive contra seres humanos, já ocorreram ao longo dos tempos.

Graças a Deus, evoluímos … e quem sabe um dia, os animais estarão livres da “racionalidade” humana.

Muito obrigada pela atenção a esta minha manifestação de repúdio contra mais um triste espetáculo que envolve animais.”

Só vai levar alguns segundos para você, mas quanto mais pessoas enviarem seu repúdio ao prefeito, quem sabe nos próximos anos esta grande festa da cidade poderá existir sem utilizar-se do sofrimento animal?


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA

MAUS-TRATOS

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>