Maestro francês ajuda a preservar espécies em extinção em Portugal


O maestro e cravista francês Pierre Hantaï ajudou a alavancar uma rede destinada ao controle de espécies exóticas no rio Vascão, em Portugal.

O curso de água do rio marca a fronteira entre o Alentejo e o Algarve e é o reduto de espécies ameaçadas pela seca e pela poluição. Destacando o saramugo (Anaecypris hispanica), de que restam pouquíssimos exemplares. Os cientistas dão-lhe a classificação máxima de risco: “criticamente em perigo”.

Ele visitará o santuário regional muito conhecido desde a Idade Média, situada no Caminho para Santiago de Compostela, que abriga, tal como as antigas casas dos peregrinos e outros edifícios contíguos, uma importante colônia de morcegos, que fazem parte das diversas espécies em perigo de extinção. Pierre Hantaï vai colaborar na colocação de abrigos para estes mamíferos voadores, cujo Ano Internacional se celebra em 2011.

Saliente-se que estas iniciativas pretendem alertar para a preservação da biodiversidade da bacia do Guadiana, do ponto de vista tanto da fauna como da flora, focando espécies que constam com o grau máximo de risco nos registros internacionais – o seu desaparecimento representa uma perda irreparável.

Fonte: Região Sul


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>