Polícia espanhola identifica homem que torturou filhotes de cães em 2009


Por Soraya Machado  (da Redação)

Na foto, o cãozinho Fito, que sobreviveu às torturas, em 2009 (Reprodução/Hot.es)

Em outubro de 2009 os moradores da Rua Antonio Ayuso de Badajoz, na Espanha, fizeram uma descoberta macabra. Dois filhotes de cachorro apareceram em um saco de lixo em um contêiner. Com as orelhas e cauda cortadas além de um pedaco da língua, foram os gemidos dos cãezinhos que serviram para que pudessem perceber que eles ainda estavam vivos, apenas um filhote sobreviveu devido às feridas. O cãozinho que sobreviveu hoje se chama Fito e já foi adotado por uma família espanhola.

O responsável por esse abuso, identificado como autor dessas torturas horrendas, é um homem de meia idade agora poderá enfrentar a justiça, e membros do SEPRONA (Servico de Proteção à Natureza). Essa informaçao foi confirmada pela ADANA (Associação Protetora de Animais).

Foto: Reprodução/El Periódico

Os policiais da Guarda Civil encontraram o torturador enquanto se dirigiam a um endereço em Badajoz para deter o suposto autor e realizar uma revisão na residência. Foi onde encontraram material informativo como e-mails, vídeos, fotos e gravações de abuso animal.

Em seguida, o homem foi entregue à justiça mas foi colocado em liberdade sob acusação. Fontes que participaram da investigação confirmaram que o acusado admitiu os fatos e até mesmo disse que era responsável pelo abuso de outros animais, vinte no total. Isso pode significar uma pena de prisão já que recentemente foram endurecidos os artigos do Código Penal para esse tipo de crime.

Assassino pode estar ligado ao torturador do “Caso Schnauzi”

Por outro lado, o SEPRONA diz que não pode dar mais detalhes porque as investigações ainda estão em andamento e esse sujeito pode até estar ligado com o abusador que torturou um cachorro e colocou o vídeo na internet, e que foi identificado como um vizinho, em Badajoz – o auto-denominado “Assassino Knino” que torturou o pequeno Schnauzi.

As investigações sobre este caso, no entanto, descobriram que o vídeo foi publicado de fora da Espanha. Existem, portanto, suspeitas referentes à Colômbia mas nada confirmado oficialmente.

O mais importante é que o SEPRONA continua buscando este segundo abusador graças à detenção do primeiro.

Esta detenção ocorreu devido a uma investigação dos agentes de SEPRONA que começou em 2009 e tem sido muito complicada. Eles explicam que o choque causado pelo vídeo do indivíduo que ainda não foi localizado (Assassino Knino), foi um incentivo para identificar esse outro abusador de 2009.

O Conselho de Estremadura parabenizou ao SEPRONA e a Guarda Civil pela detenção e a ADANA pela luta em erradicar o abuso animal.

Além disso, agradeceu a cooperação dos cidadãos do mundo inteiro para a resolução deste caso e outros que sestão se tornando públicos ultimamente.

Organizações de proteção animal da Espanha que estão trabalhando no caso

Movimento Schnauzi : http://www.movimientoschnauzi.blogspot.com/
Nao ao maltrato Animal : http://www.noalmaltratoanimal.org/

O grupo cibernético “Anonymous” de Europa tambem criou uma plataforma de ajuda no caso Schnauzi : http://opdogfight.blogspot.com/

Os franceses do grupo “Forca de Intervenção Animal”: http://forceanimalintervention.over-blog.com/article-chiots-tortures-hypothese-sur-la-barbarie-de-badajoz-67630317.html

Site dos detetives que investigam o caso por contra própria recebendo colaboração dos cidadãos da Espanha e da Colômbia:
http://yquesilodicentodos.blogspot.com/
http://atrapemosaknino.blogspot.com/


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE

CRISE CLIMÁTICA

CRUELDADE

ALERTA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>