Cadela é resgatada após ficar presa em tubulação em Porto Alegre (RS)


Animal foi localizado na altura das avenidas Ipiranga e Salvador França (Emílio Pedroso / Agencia RBS)

Após quatro dias de buscas, as amigas Cristine Vidaletti, 33 anos, e Juliane Araújo, 35 anos, conseguiram resgatar uma cadela que estava presa na tubulação do Arroio Dilúvio, em Porto Alegre (RS). Ontem, bombeiros ajudaram na tentativa de resgate, porém, o animal havia desaparecido nos canos, levado pela água.

Mobilizadas desde as 7h da manhã deste sábado, as amigas contaram com o apoio de moradores da região para achar a cadela. No início da tarde, ela foi vista na saída de uma das tubulações, na altura da Avenida Salvador França. As amigas atraíram o animal para a água e quatro pessoas entraram no Arroio Dilúcio para retirá-lo do local.

— Ela está muito machucada, precisamos logo de um veterinário — afirmou Juliane.

O presidente da Associação Riograndense de Proteção aos Animais (Arpa), Paulo Krebs, informou que o animal será levado para atendimento por um dos veterinários da instiuição.

Ontem, com o auxílio de técnicos do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), que abriram uma caixa de inspeção, os bombeiros conseguiram descer na tubulação e avistar o animal. Porém, o local era de difícil acesso e não foi possível resgatar a cadela.

O drama começou na quarta-feira, quando as amigas Cristine e Juliane avistaram três cachorros ilhados no córrego. Desde então, elas tentaram mobilizar autoridades na tentativa de salvar os cães.

Na sexta-feira, a Arpa foi acionada. Com o auxílio de cordas, integrantes da ONG retiraram dois dos cachorros de dentro do córrego. Mas não foi possível salvar a cadela, que foi arrastada pela água assim que a chuva fez o nível do arroio subir.

Fonte: Zero Hora


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>