Quatro pessoas são presas por caça no Parque Nacional do Iguaçu


Para combater os crimes ambientais, principalmente a caça de animais a Operação Cateto está em andamento. A ação que acontece na região de Lindoeste é desenvolvida por agentes do Parque Nacional do Iguaçu e policiais da Força Verde.

Durante buscas na tarde do último dia 13, quatro pessoas foram detidas. Em um acampamento montado no meio da mata foi encontrada uma cutia morta, além de apreendidas armas e motocicletas.

Foto: Reprodução/ GCN

A polícia acredita que o grupo de criminosos já atua há dez anos. Os caçadores foram conduzidos a Delegacia da Polícia Federal de Cascavel (PR) onde serão ouvidos e posteriormente presos.

“É uma multa administrativa e eles estão sendo agora autuados pelo delegado da Polícia Federal e vão responder um processo criminal pelo ato de dano direto a unidade de conservação Parque Nacional pela caça, por estarem lá; quando eles estão lá eles cortam palmito, cortam vegetação, deixam resíduos nos acampamentos, produtos químicos altamente tóxicos, metais pesados que vão contaminar por exemplo a bacia do Rio Floriano, que a única bacia totalmente protegida, totalmente selvagem no sul e sudoeste do país. É um dano grave muito grave para uma unidade de conservação como o parque Nacional do Iguaçu”, relata o responsável pelo setor de proteção do Parque Nacional do Iguaçu.

Fonte: CGN


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RETROCESSO

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>