Filhotes de quelônios são soltos no rio Uatumã, no Amazonas


Soltura de filhotes de quelônios é realizada em diferentes municípios do Amazonas como iniciativas de preservação (Euzivaldo Queiroz )

O projeto Quelônios do Uatumã vai soltar 17.848 filhotes de tartaruga-da-amazônia, de iaçá, de tracajá e de irapuça no rio Uatumã, afluente do rio Negro, em programação que começa nesta sexta-feira (11) e se estende até o dia 14.

O projeto mobiliza cerca de 300 moradores pertencentes às comunidades próximas ao município de Uatumã, como, Bela Vista, São Benedito, Maracarana, Manaaim, Abenezer, Nossa Senhora do Livramento e Jacaré-quara. No dia da soltura, são atraídas aproximadamente 500 pessoas.

Esta é a 13ª soltura dos filhotes de quelônios. O projeto é desenvolvido e executado pela Eletrobras Amazonas Energia em parceria com o Centro de Preservação e Pesquisa de Quelônios Aquáticos (CPPQA/Balbina).

Além da soltura dos animais, a programação inclui também atividades culturais e desportivas nas comunidades.

Envolvimento

O envolvimento dos comunitários colaborou para a redução do comércio ilegal dos quelônios, segundo o coordenador do Cppqa, Paulo Henrique Oliveira.

Ele afirma que são protegidas áreas para a conservação das espécies de quelônios e seus habitats, principalmente no verão e no período reprodutivo quando os quelônios estão vulneráveis à caça.

“Com as ações educativas do projeto e envolvimento das comunidades a caça de quelônios nas comunidades já diminuiu bastante. Notamos também que conservando algumas áreas chaves e protegendo as praias, indiretamente estamos conservando outras espécies que usam esses habitats para alimentação e reprodução, além de promover qualidade de vida para as famílias ribeirinhas que usam e dependem dos recursos de uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS)”, enfatizou.

Criatório

O CPPQA mantém um criatório de tartarugas da Amazônia (Podocnemis expansa) e tracajás (Podocnemis unifilis) com aproximadamente 400 tartarugas adultas, matrizes e reprodutoras que procriam nos tanques.

Em 13 anos de existência, o programa produziu e soltou em ambiente natural cerca de 100 mil filhotes de quelônios.

O projeto também conta com a parceria das comunidades ribeirinhas do Rio Uatumã, as prefeituras municipais de São Sebastião do Uatumã, Presidente Figueiredo e Itapiranga, Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM), Corredores Ecológicos e Rebio Uatumã.

As informações são da assessoria de imprensa da Eletrobras.

Fonte: A Crítica


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRISTEZA

AVANÇO

ESTELIONATO

MALDADE

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>