Cinco cães aparecem mortos nas margens de rio de Portugal


A divisão do Ambiente da câmara de Chaves recolheu hoje cinco cães vadios mortos nas margens do rio Tâmega, ao longo do circuito pedonal, revelou à Lusa Sónia Salgado, da Associação dos Amigos dos Animais de Chaves (AAAC).

Pelos sintomas que os animais apresentavam, nomeadamente, língua azul e barriga inchada, “não há dúvidas de que tenham morrido por envenenamento”, frisou. Os voluntários da AAAC tentaram, várias vezes, agarrar os cães para os levarem para o canil, mas “eles não se deixavam apanhar”, salientou Sónia Salgado. Em 2010, já tinham surgido “vários casos de cães mortos, também, por envenenamento”, disse a mesma responsável.

Apesar das suspeitas de envenenamento, “é sempre muito complicado chegar ao culpado”, adiantou à Lusa o responsável pelo Núcleo de Protecção Ambiental (NPA) da GNR de Chaves, Cristiano Fernandes. Além disso, frisou, “este tipo de crime é feito às escondidas e, regra geral, nunca são deixados vestígios o que torna a investigação muito mais complicada”.

Há cerca de três dias, a GNR recebeu uma denúncia anônima por causa dos cães, mas “não deu tempo de atuar”, salientou o responsável do NPA.

Na terça-feira, os animais vão ser submetidos à necropsia para fazer prova se se tratou, efetivamente, de morte por envenenamento. “Mas este exame nem sempre é conclusivo”, informou o veterinário municipal, Sotero Lopes.

Fonte: DN Portugal


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO

CONSUMO CONSCIENTE

PROTEÇÃO

AMOR PROFUNDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>