Policial colombiano que torturou cadela é destituído


Danielle Bohnen (da Redação)

No dia 30 de janeiro, um vídeo de crueldade contra um cadelinha, onde policiais colombianos torturam uma cadela até a morte na Colômbia, gerou comoção no país e no mundo. Conforme publicado pela ANDA.

Pessoas e organizações de proteção aos animais, se mobilizaram para levar a justiça até as últimas consequências. Alguns representantes de organizações de proteção animal se reuniram com o General da Polícia Nacional, Oscar Naranjo. Desde a noite do dia 31 de janeiro, a equipes de polícia empenharam-se em encontrar os autores de crime imperdoável.

Um dos criminosos, Misael Ruiz Quintero, foi identificado, que foi transferido de Cauca para Bogotá a fim de receber destituição imediata da Polícia. Infelizmente, os outros assassinos da cadela, já não pertencem à entidade, por isso não receberão sanções mais duras.

Segundo a organização AnimaNaturalis, além da destituição dos criminosos, eles serão processados pela entidade policial por crime de tortura seguido de morte de uma cadela inocente em Puerto Tejada, Cauca, será erguido um monumento da cadelinha, em homenagem, para que nunca mais algo dessa natureza volte a ocorrer no país.

Também será criada uma rede nacional de apoio contra os maus-tratos a animais. O general Naranjo visitará Medellín, cidade pioneira na proteção animal na Colômbia, para tomar conhecimento do processo de criação do “Esquedrão Anticrueldade Animal” (EAA) e tentar aplicar nas grandes cidades do país.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>