Mulher que tentou enviar cachorro por correio perde a guarda


Guess foi colocado dentro de uma caixa de papelão no estado de Minnesota, EUA, e sua tutora tentou enviá-lo via correio para a Geórgia, do outro lado do país.

Felizmente, os funcionários notaram que havia um animal dentro da caixa e evitaram a entrega. O pacote estava totalmente lacrado e sem comida ou água, o que resultaria na morte certa do filhote.

Esta semana, Stacey Champion passou por um julgamento e teve a tutela de Guess retirada pela justiça. A americana também foi multada por crueldade contra animais e terá até a próxima segunda-feira, 14 de fevereiro, para recorrer da decisão e reaver o filhote.

Segundo os funcionários do correio Stacey tentou também conseguir de volta os 22 dólares que pagou para enviar o filhote. Caso perca a ação judicial ela terá que pagar 15 dólares por dia para os cuidados do animal em um abrigo de animais até que ele seja adotado.

Durante a primeira audiência a americana afirmou ter mentido, dizendo que tratava-se de um robô de brinquedo dentro da caixa, em vez de um filhote. Por outro lado ela afirma que fez buracos na caixa para o cão respirar, além de ter colocado potes de água, versão negada pelos funcionários do correio.

Enquanto aguarda o final do julgamento Guess está sendo cuidado por um abrigo de animais, que já recebeu dezenas de interessados em adotá-lo.

Caixa não continha saídas de ar, comida ou água para o animal. Foto: Reprodução/ Daily Mail

Fonte: PetMag


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>