Um em cada cinco cães comprados no Reino Unido é abandonado


Por Tiago Claus (da Redação)

Foto: Reprodução/Life.com

Uma pesquisa conduzida pela Sociedade Real pela Prevenção à Crueldade com Animais do Reino Unido (RSPCA – Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals) descobriu que um em cada cinco cães de raça comprados de criadores foi abandonado antes de completar dois anos de idade. Não só muitos desses cães foram parar nos já superlotados abrigos, como 36% tiveram problemas de saúde e 3% morreram.

A pesquisa também mostrou que 25% das pessoas compraram os cães meramente pela aparência, uma clara demonstração de como animais são tratados como mercadoria, passíveis de descarte.

"Criadores matam as chances dos cães de abrigo". Foto: Reprodução/PETA

Nos EUA, cães de raça correspondem a 25% dos animais de abrigo.

As informações são da PETA.

Nota da Redação: Com abrigos superlotados e o número crescente de animais sobrevivendo nas nossas cruéis ruas, é imperativo que campanhas de adoção e castração sejam amplamente difundidas, não só por ONGs, mas principalmente pelo poder público e a mídia.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO

"AQUECIDOS"


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>