Neste fim de semana 214 animais silvestres foram apreendidos na Paraíba


Um total de 214 animais silvestres foram apreendidas na Paraíba durante o último final de semana por fiscais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis na Paraíba (Ibama-PB), com apoio da Polícia Ambiental e da Polícia Militar. As apreensões aconteceram durante o último final de semana da operação Via Ápia, que combate a comercialização ilegal de animais silvestres. No município de Ingá, região metropolitana de Campina Grande, 150 animais foram apreendidos, e em João Pessoa e Bayeux, o total de animais apreendidos chegou a 64.

Na região metropolitana de João Pessoa, os animais foram apreendidos nas feiras livres de Oitizeiro e Bayeux, na manhã de ontem. Além das aves, foram recolhidas diversas gaiolas e armadilhas utilizadas para o cometimento de crimes ambientais. As aves apreendidas foram caboclinho, canário-da-terra, azulão, sibito, galo-de-campina, bico-de-lacre, papa-capim, coleiro, sabiá e sanhaço. Os responsáveis pelos ilícitos são autuados e multados entre R$ 500, R$ 1 mil (quando é caracterizada a venda) e R$ 5 mil (se o animal estiver em extinção), por cada bicho apreendido.

Além dessas aves, também foi apreendido um curió anilhado, em poder de um criador amador de passeriforme, que estava dentro de um restaurante próximo à feira de Oitizeiro, contrariando as recentes normas sobre a criação de aves silvestres. Segundo o superintendente do IBAMA na Paraíba, Ronilson José da Paz, que participou da operação, todas as aves apreendidas são direcionadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do IBAMA-PB, em Cabedelo. “Chegando no local, as aves são vermifugadas e depois passam por um período de quarentena, onde serão reabilitadas para os programas de reintrodução de animais silvestres”, ressaltou. O balanço final com os números da operação Via Ápia deve ser divulgado ainda hoje.

Fonte: O Norte


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO

DIFICULDADES FINANCEIRAS

BELO HORIZONTE (MG)


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>