Milhares de peixes morrem em rio do Pantanal


(Fotos: site O Pantaneiro)

Ainda são desconhecidas as causas da morte de milhares de peixes no curso do Rio Negro, um dos mais conhecidos na região do Pantanal do Mato Grosso do Sul.

A partir de uma denúncia, a equipe exclusiva do site O Pantaneiro, esteve na região onde foi constatada a mortandade dos peixes, registrando o grande desastre ambiental ocorrido nos últimos dias.

As primeiras informações sobre o desastre foram repassadas pelo Sr. Urbano Vilalba, pantaneiro que há mais de 30 anos mora no Pantanal e há pelo menos 30 deles administra a Fazenda Santa Sophia, de propriedade de aquidauanenses.

De acordo com o pantaneiro, os peixes começaram a aparecer mortos, boiando no rio, desde o dia 26 de janeiro, em uma localização de aproximadamente 1 quilômetro acima da passagem da Fazenda Rio Negro, conhecida nacionalmente por sediar a novela Pantanal.

Para Urbano, o fenômeno não pode ser considerado natural como a decoada (acontecimento natural da região que provoca a deterioração da qualidade da água dos rios e conseqüentemente, a mortandade de peixes no Pantanal). “Nunca vimos nada igual”, confirmou Urbano.

No local podem ser vistas mortas todas as espécies de peixes do Pantanal: pintado, cachara, dourado, piranha, tuvira, sardinha e inclusive arraias, pacu, que são os últimos a morrerem devido ao seu hábito de circularem em águas mais profundas.

O que causa ainda mais comoção nos moradores da região é que o fato está acontecendo no auge da piracema – período de desova dos peixes, quando é proibida a pesca nos rios do Mato Grosso do Sul.

Conforme algumas fotos podem constatar, amostras da água do Rio Negro foram coletadas e serão levadas a laboratórios, onde será realizada análise para a constatação da causa das mortes por especialistas.

Fonte: O Correio


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

EMPREENDEDORISMO

AÇÃO HUMANA

CONSCIENTIZAÇÃO

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

RETROCESSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>