Comerciante é preso em Piçarras (SC) por manter 56 animais em condições precárias


Homem exibia bichos em um shopping de verão da região

Um homem foi preso nesta sexta-feira, em Piçarras, no Litoral Norte de SC, por manter 56 animais em condições precárias. Segundo o Ibama, os bichos estavam expostos ao calor excessivo, sem água nem comida e se não fossem recolhidos agora, muitos deles poderiam ter morrido.

Entre os animais estavam 15 gatos. Foto: Reprodução RBS TV

O comerciante foi levado para a Polícia Federal de Itajaí, assinou um termo circunstanciado e foi liberado. Ele terá que pagar mil reais por animal e mais R$ 7 mil por não apresentar a documentação necessária para ter um furão.

O Ibama chegou ao local ao receber uma denúncia de que o comerciante exibia animais exóticos em um shopping de verão. Ao chegaram ao local onde ele mantinha os bichos, constataram a situação degradante.

“Era uma espécie de tenda de lona, com uma temperatura ambiente superior a 35ºC. A maioria dos animais estava sem água e as condições sanitárias eram péssimas. Muitos animais doentes, com doenças contagiosas, estavam juntos com animais saudáveis”, explicou a analista ambiental do Ibama Gabriela Breda.

Todos os 56 animais — 37 cachorros de raça, 15 gatos e três coelhos — foram levados para uma ONG de proteção animal na Grande Florianópolis, onde serão medicados e, após liberação do Ibama, doados.

A diretora da ONG, Maria de Fátima Martins, explicou que primeiramente os animais serão analisados para saber a condição de cada um.

“Alguns animais precisaram de cuidados especiais e, antes de doá-los, teremos que saber se a pessoa terá condições de dar conta deste tratamento.”.

Entre os animais estava um furão, animal exótico que precisa de uma documentação especial para entrar no país. Como o documento não foi apresentado, infelizmente ele foi levado para um zoológico.

Fonte: Diário Catarinense


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÍNDIA

RESGATE

ASFIXIA

NECROPSIA

SAUDADE

MAUS-TRATOS

FAMINTOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>