Em dois dias, 142 animais da Região Serrana ganharam um novo lar


As imagens da tragédia das chuvas na Região Serrana tocaram fundo a alma dos cariocas. Uma delas, em especial, comoveu idosos, adultos e crianças. Tratava-se de um cachorro ao lado de um túmulo. Inicialmente foi dito que era Caramelo zelando a sepultura da dona. Na verdade, Caramelo era Joe, o cachorro do coveiro. O engano, no entanto, serviu para mostrar à população a difícil realidade dos animais abandonados na região.

Mais de dez dias após a tragédia, mais de 50 protetores de animais estão tarbalhando no resgate e cuidando dos gatos e cachorros perdidos. Agora, é hora de encontrar um novo lar para eles. Em dois dias de feiras de adoção realizadas na Zona Sul do Rio, 142 cães e gatos  ganharam novos lares.

Na realizada ontem no Parcão da Lagoa Rodrigo de Freitas, não faltou quem quisesse apagar da memória dos bichinhos os dias de fome e horror. Todos os 42 cães e gatos filhotes foram adotados em poucos minutos.

As irmãs Gabriela, de 6 anos, e Sophia, de 4 anos, não conseguiram pegar uma senha, mas prometeram voltar na semana que vem para levar um cachorrinho para casa.

“Quero cuidar de um cachorrinho desses. Vou colocar o nome de Lili,” contou Gabriela, com o olhar de decepção por ter que adiar o sonho de ter um cachorrinho.

Até o dia 8 de março, serão realizadas novas feiras de adoção.

Com informações do Extra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO

AMOR PROFUNDO

ÍNDIA

RESGATE

ASFIXIA

NECROPSIA

SAUDADE

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>