Garota de dez anos canta para salvar as focas


Por Camila Arvoredo  (da Redação)

Jackie Evancho canta no “Chefs for Seals”. (Foto: HSUS)

A “Humane Society of the United States” (“Sociedade Humana dos EUA”) organizou o evento “Chefs for Seals” (“Chefs pelas focas”), o qual foi realizado em todo território estado-unidense, aumentando a conscientização contra a caça às focas canadense. Nigel Barker, recentemente organizou o seu quarto “Chefs for Seals”, evento realizado em Los Angeles com a participação da celebridade Cat Cora. No blog de Barker, ele declarou que o evento teve enorme sucesso, em parte devido à atuação da criança prodígio Jackie Evancho.

Com apenas dez anos, Jackie Evancho teve sua grande estréia no “America´s Got Talent”. “Eu não a vi neste show, então eu não sabia o que esperar quando ela se posicionou no centro do palco do evento da HSUS. A cantora de ópera em miniatura tirou meu fôlego; a garota fez umas notas impossíveis. Será que é muito tarde para comprar o seu CD de Natal?”

Ainda para completar as suas notas musicais, Evancho cantou com uma foca de pelúcia no bolso de seu vestido. E numa entrevista dada ao HSUS, a eloqüente Evancho expressou a sua emoção sobre a campanha anti-caça as focas: “Eu estou me sentindo ótima ao saber que agora eu tenho uma voz; eu tenho a habilidade de ajudar as focas. Eu sempre as considerei belas e as amei e eu fiquei aterrorizada ao ver como elas são tratadas pelos caçadores.”

“É maravilhoso quando vemos esta criança tão especial emprestando seu talento para uma causa que vale à pena, como lutar pelo fim da caça canadense às focas”. A caça anual canadense é a maior matança comercial contra mamíferos marinhos. As focas ou recebem tiros brutalmente ou são espancadas até a morte por toda a costa do Canadá. A maioria das focas mortas tem menos de três meses de idade.

Para lutar contra a sangrenta caça às focas, o “Chefs for Seals” está organizando um boicote nacional à indústria de comida à base de foca canadense. Restaurantes estado-unidenses não servem hambúrgueres de bebês foca, mas muitos fornecedores canadenses fazem negócios por outros meios. Os EUA são responsáveis por aproximadamente dois terços dos lucros da indústria da foca canadense, assim o boicote poderia impactar a economia.

O Primeiro-Ministro canadense não mostrou interesse no fim da caça por razões éticas, mas a HSUS acredita que o “governo canadense logo perceberá que o impacto econômico de um boicote à pesca é um alto preço a pagar pela caça às focas.”

5.500 restaurantes já se juntaram ao boicote contra a alimentação à base de foca e mais de 650.000 pessoas aderiram à iniciativa. Entretanto, a rede de restaurantes populares “Red Lobster” sozinha, consegue manter a indústria da foca na ativa. “Red Lobster” é o maior consumidor da indústria da foca canadense.

Assine a petição que pede ao “Red Lobster” para parar de comprar e servir alimentos à base de foca canadenses até que a caça brutal às focas acabe.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AMOR

EMPATIA

AMOR

CRUELDADE

CHINA

FINAL FELIZ

POLUIÇÃO

COMPAIXÃO

VIOLÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>