Cão que ficava ao lado da cova e foi adotado fugiu da nova casa no RJ


Marcia Regina Brasolin Riveira Berrios
marciaregia2@hotmail.com

Caramelo é resgatado. Foto: divulgação

Caramelo, que estava no cemitério onde sua tutora foi enterrada, foi resgatado e adotado por minha amiga, Marcia, que lhe deu o nome de Herói. Mas para desespero dela, ele fugiu da nova casa, provavelmente para tentar voltar para sua antiga tutora.

Herói pulou o muro e saiu pelo portão do condomínio que estava aberto para
a saída de um carro. Os porteiros tentaram alçançá-lo mas não conseguiram.

Isso acorreu às 9h20 da manhã de ontem, dia 17 de janeiro. Desde então
a Marcia está nas ruas da barra da Tijuca a sua procura com a ajuda de pessoas maravilhosas.

Está com uma coleira de cadarço preta com detalhes em vermelho e laranja,
que provavelmente ele não conseguirá tirar.

Foi visto perto do Barra Shopping. Tem panfletos espalhados por toda
aquela área e além dela.

Não foi colocado identificação na coleira porque ele estava ainda muito
arredio a toques. Ela não quis estressá-lo ainda mais. A coleira estava
conforme chegou de Teresópolis.

A Marcia é uma pessoa que eu conheço a anos, assino embaixo por ela. Sei o
quanto ela ama os animais e o tanto que ele pode ser feliz com ela.

Qualquer notícia entre em contato com a Marcia no telefone (21) 7829-6779

Foto: AFP

Nota da Redação: Assim como as pessoas, os animais estão muito estressados com a tragédia. Fieis e leais, os cães sentem faltam de seus antigos tutores, que morreram ou estão desaparecidos. O Caramelo é o exemplo mais intenso desse sentimento, ficou ao lado da sua tutora até depois que foi enterrada. Ele provavelmente fugiu porque quer encontrá-la. Aos adotantes dos animais vítimas das chuvas e de outros desastres naturais, a ANDA sugere que deem toda a atenção aos animais nesse primeiro momento. Um período difícil de readaptação, afinal não eram abandonados, tinham amor, cuidados e um lar, diferentemente dos cães de abrigo.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FINAL FELIZ

MIGRAÇÃO

EXPLORAÇÃO

APELO

LUTO

FLORIANÓPOLIS (SC)

SÃO PAULO

INOVAÇÃO

AMOR

ESTUDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>