Animal será monitorado

Onça atropelada começa a ser reintegrada à natureza

Começou na manhã desta terça-feira (21) o processo de reintegração da onça parda macho atropelada na rodovia Anhanguera em setembro de 2009 a seu habitat natural. Os procedimentos para devolver...

28

21/12/2010 às 14:57
Por Redação

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Começou na manhã desta terça-feira (21) o processo de reintegração da onça parda macho atropelada na rodovia Anhanguera em setembro de 2009 a seu habitat natural.

Os procedimentos para devolver o animal ao meio ambiente foram apresentados por especialistas da Mata Ciliar, ONG (Organização Não Governamental) que abriga a onça desde que ela foi encontrada.

Veterinários carregam animal para sala médica (Foto: Clodoaldo de Silva/Agência BOM DIA)

Antes de ser reintegrada totalmente, em mata aberta, o animal ficará cerca de um mês em uma área de 80 m², cercada, e será acompanhado de perto por biólogos e profissionais da Mata Ciliar.

“Serão feitas avaliações da onça, para saber como reagirá a esse retorno ao meio ambiente”, explica o presidente da ONG, Jorge Bellix de Campos.

Passado esse período, a onça deverá, enfim, voltar à mata, em data que será guardada sob sigilo pela ONG.

A onça macho, batizada de Anhanguera, já custou mais de R$ 100 mil e vem sendo assistida dentro do projeto Guardiões da Mata, com a missão de resgatar animais e devolvê-los a seu habitat natural. A Mata Ciliar conta com o auxílio de patrocinadores no projeto, como a CCR AutoBan e a Tetra Pak.

Monitoramento

Durante um ano ou até mais, a onça será monitorada por meio de um rádio-colar, envolvido em seu pescoço. Além disso, o animal teve um chip aplicado em sua pele, na região das costas.

Esse chip funciona como o registro do animal, além de apresentar os dados da Mata Ciliar, caso volte a ser capturado.

Fonte: Rede Bom Dia

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.