Cães podem até infartar com medo dos fogos de artifício


A sessão de queima de fogos, a partir da meia-noite, causa alvoroço entre os cães. Dotados de audição muito sensível, os animais costumam ficar nervosos com os estrondos intermináveis na virada do ano.

O veterinário Paulo Roberto Nunes de Góes explica que os cães também se assustam com trovões pelo mesmo motivo: seus ouvidos amplificam a intensidade do barulho. “A recomendação é manter os animais num ambiente o mais isolado possível”, explica Góes.

Muita gente mantém os cães fechados dentro de banheiros, ação recomendada se forem observados alguns detalhes. “Ele pode ficar no banheiro, desde que não seja um ambiente hostil a ele. Ele tem que estar familiarizado com o cômodo”, diz Góes. “O ideal é um canil ou um quarto, com comida e água, onde o animal se sinta bem e possa se acalmar”, diz o veterinário. A presença do tutor é bem-vinda para acalmar o cão. O veterinário afirma que quanto mais socializado for o animal, menos problemas ele terá com barulhos excessivos.

No caso de animais idosos, a atenção deve ser redobrada. “Com o barulho excessivo, cães idosos podem sofrer problemas respiratórios e até mesmo parada cardíaca”, diz Góes. Nesses casos, o animal deve ser levado ao veterinário com urgência.

Fonte: odiario.com


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ESTELIONATO

MALDADE

ESTADOS UNIDOS

FEBRE AMARELA

REVERSÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>