O cão mais triste: Princesa, a cachorrinha abandonada que tem que aprender a ser amada


Por: Daily Mail  – Tradução Vanessa Perez  (da Redação)

Encarando tristemente aqueles que estão ao seu redor… esta é a princesa, o filhote de cachorro abandonado que tem aprender a ser amada.

A tristeza de Princesa por sua condição é comovente.

Os funcionários do centro de resgate que estão cuidando dela agora acreditam que ela nunca foi abraçada e recebeu carinho e, como resultado, não sabe como recebê-lo.

Neil Martin Bleakholt da Animal Sanctuary, perto Edenfield, Lancs, disse: “Ela é a cachorrinha mais triste que já vimos.

“Quando ela veio para nós era claro que ela nunca recebera qualquer amor. Ela é faminta de amor, mas não sabe receber.

De cortar o coração: A cachorrinha Princesa, de seis meses, que foi encontrada abandonada, tem seu banho preparado para tratar seu problema de pele.

“Nossos funcionários estão apaixonados por ela, mas só recentemente que ela começou a aprender a desfrutar de um afago. Ela nem sabia como brincar. “Tentamos fazer com que ela se animasse com alguns brinquedos, mas ela estava com medo deles.

Princesa recebe seu primeiro abraço, de Sallie Conroy, na Bleakholt Animal Sanctuary pouco antes do Natal.

“Nós estamos muito, muito longe de ter um feliz e confiante cachorro, que abana o rabo e faz tudo o que um cão deve fazer. “Também será um longo trabalho até que ela possa sair para correr ou perseguir uma bola.”

Ela sofre de uma doença grave que a deixou sem pelos. Sua doença também significa que sua pele é tão delicada, no momento, que ela não pode ir para fora. Sua pele é tão delicada que ela não pode vestir um casaco para aquecê-la o suficiente – mesmo no verão.

Sua doença também significa que sua pele é tão delicada, no momento, que ela não pode ir para fora. Sua pele é tão delicada que ela não pode vestir um casaco para aquecê-la o suficiente – mesmo no verão.

Sr. Martin, 56, disse: “A princesa sofre de um caso muito avançado de sarna demodécica – um dos piores casos que já vimos.

Funcionários esperam que o banho ajude ajudar a curar sua doença,caso contrário, eles terão que pagar um tratamento mais caro. “Não é infecciosa, mas é transmitida através de um contato prolongado, por isso acho que ela provavelmente pegou de sua mãe.

A sarna demodécica é causada por ácaros minúsculos que cavam folículos impedindo os pelos de crescerem.

“Mesmo no verão, ela não pode sair sem nenhum pelo. E nós precisamos que ela se recupere de forma significativa para que possamos colocar uma roupa sobre ela para mantê-la aquecida.

A sarna demodécica é causada por ácaros minúsculos que cavam folículos impedindo os pelos de crescerem.

A cachorra de seis meses, cruza da raça Galgo, foi encontrada abandonada em Colne, Lancashire. A organização de resgate Bleakholt resgatou-a e agora estão lutando para ajudá-la a se recuperar.

Os tratadores do centro esperam que ela responda ao tratamento com Aludex, mas temem que ela precise de comprimidos mais caros.

“Estamos tentando um tratamento de pele mais básico para ver se ela responde,” disse Neil. ‘Mas tivemos um caso de doença tão grave quanto à dela e o tratamento não funcionou. Ela pode precisar de Atopica, que é muito caro. ”

Atopica é uma droga usada para tratar doenças da pele, que também é utilizada por humanos. Como é uma droga relativamente nova, é muito cara.

Neil acrescentou: “O último cão que foi tratado com Atopica agora é feliz, saudável e foi adotado por um lar amoroso e recebe cuidados. É o objetivo final de todos os animais que cuidamos. “Tudo que nós queremos fazer é transformar a carinha triste da Princesa em uma feliz. Queremos curar sua doença e dar-lhe uma nova vida. Vai custar muito caro, mas nós não vamos nos recusar a dar o que ela precisa.”

Nota da Redação: Comovente a história da Princesa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CONSERVAÇÃO

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

MAUS-TRATOS

HABITATS DESTRUÍDOS

OMISSÃO

ECONOMIA CIRCULAR

DEDICAÇÃO

TECONOLOGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>