Gatinha que quebrou a coluna ao ser agredida precisa de uma cadeira de rodas, em SP


Enilda Santos
nilda.dida@hotmail.com

Foto:Arquivo pessoal

Tenho uma gatinha paraplégica, ela foi covardemente agredida e quebrou a coluna,cuido dela como posso, mas infelizmente ela adquiriu uma escara e, por causa da incontinência urinária, é muito dificil a cura, pois ela fica muito tempo sentada.

Foto:Arquivo pessoal

Acho que se ela tivesse uma cadeirinha de rodas ajudaria a sarar ou pelo menos amenizada esta ferida. Fiz uma caseira e não deu certo, ela rejeitou.

Moro na cidade de São Paulo, muito próxima ao ABC paulista, meu endereço é: Rua Maria José de Jesus,44- Vila Cardoso Franco.

Foto:Arquivo pessoal

Muitas,mas, muitas pessoas mesmo, acham que ela não tem mais jeito, que a única solução para seu caso seria a eutanásia. Há dias que fico até mesmo tonta de tantas pessoas falando sobre sacrificar a Fifi, parece uma campanha. Mas algo em mim diz que não. Acredito que se tiver uma cedeirinha profissional, ela vai se adaptar e gostar, pois a caseira, por melhor que fique, s vezes pode estar machucando aqui ou acolá e não percebemos pois não temos conhecimento da anatomia do seu corpinho.

Contato: nilda.dida@hotmail.com


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

CONSCIENTIZAÇÃO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>