Cadela aprende o significado de mais de mil palavras


Foto: Reprodução

Os tutores de cães gostam de acreditar que eles entendem o que lhes é dito. É verdade que, muitas vezes, quando falamos para um cão, ele age como se de fato compreendesse, embora o seu comportamento resulte de um misto de afeição e desorientação. Mas há um cão que compreende verdadeiramente o significado de algumas palavras. De acordo com os psicólogos Alliston Reid e John Pilley, citados pelo “Daily Mail”, Chaser, uma Border collie de seis anos, aprendeu o significado de mais de 1000 palavras. O que significa que as nossas conversas com os cães não são um completo desperdício de tempo.

Os dois psicólogos começaram a trabalhar com Chaser há três anos para perceber quantas palavras ela conseguiria entender. Eles reuniram 1022 brinquedos, incluindo frisbees, bolas e brinquedos próprios para animais e descobriram que ela é capaz de os reconhecerem e memorizar a todos. A cadela consegue também reconhecer os objetos pela sua forma e função, tal como uma criança de três anos.

“Quisemos saber se há algum limite de palavras que os cães podem compreender e que conseguem reconhecer o nome do objecto em si e não responder apenas a um comando relacionado com o objeto”, explicou John Pilley. “Todos os dias trabalhamos 4 a 5 horas com Chaser para comprovar que ela conseguia lembrar-se dos nomes e diferenciá-los. Não estamos com isto a dizendo que os cães podem aprender a linguagem da mesma forma que as crianças, mas isto demonstra que a capacidade de Chaser de aprender muito mais palavras do que alguma vez imaginaríamos”.

A pesquisa, levada a cabo no Wofford College, em Spartangur, Carolina do Sul (EUA), consiste, numa primeira faz, em apresentar a Chaser cada um dos brinquedos insistindo no nome de cada um destes. Em seguida, é escolhido um grupo aleatório de 20 objetos e Chaser tem que os ir buscar ao ouvir o nome de cada um. A cadela teve bons resultados em 838 destes testes nos últimos três anos, segundo o relatório publicado na New Scientist Magazine. Chaser aprendeu também a responder a três comandos diferentes: “pata” (mover o objeto com a pata); “nariz” (empurrar o brinquedo com o nariz) e “trazer”.

Fonte: Jornal de Notícias


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>