Crueldade contra as carpas é alvo de protestos por ativistas pelos direitos animais


Por Camila Arvoredo  (da Redação)

Foto: Reprodução

As carpas, além de serem vistas como um produto tradicional, constituem também um dos pratos principais da ceia de Natal polonesa. Elas são frequentemente vendidas vivas em tanques de água em péssimas condições até os últimos dias do Natal.

Segundo informações do jornal “The News”, o célebre chefe de cozinha e jornalista Robert Maklowicz se posicionou em defesa das carpas durante a campanha de conscientização do Clube Gaia (“Klub Gaja”), um movimento ecológico que afirma que o Natal para as carpas é um momento de execução.

Em um ato de protesto contra as condições em que as carpas são mantidas e o modo como são mortas, ativistas do grupo de direitos dos animais “Viva!” enrolaram-se em papel celofane e deitaram-se no meio de um Shopping Center na cidade de Warsaw, Polônia.

Cezary Wyszynski, um dos ativistas da organização disse à rádio Polish que a tradição de comer carpa para o Natal só existe na Polônia e Ucrânia e que o ato de comer o peixe é recente. “As civilizações evoluem e abandonam as suas más tradições e não há razões para que não possamos passar a novos costumes”, disse Wyszynski.

Nota da Redação: O direito à vida é inerente a todos os seres vivos sencientes. Os animais não querem ser mortos, ainda que de forma “humanitária” e generosa. Eles querem a vida – assim como nós. Ainda que seja para presenciar, lamentar ou agir contra as terríveis ações dos humanos em todas as direções da existência.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

HOLOCAUSTO

INSPIRAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

CONSCIENTIZAÇÃO

SOLIDARIEDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>