Cientistas descobrem que lagartas podem assobiar


Há mais de cem anos os cientistas sabem que as lagartas podem gerar barulhos ou chiados. No entanto, só recentemente os pesquisadores começaram a estudar como esses barulhos são feitos e quais os papéis que desempenham.

O apito não é feito pela contração dos lábios e em seguida um assopro, pois lagartas não têm lábios. Em vez disso, elas sopram (inflam) suas partes laterais.Pesquisadores já tinham mostrado que as lagartas do bicho-da-seda (Antheraea polyphemus) faziam um barulho de “clique” juntando suas mandíbulas. Agora, pela primeira vez, eles revelaram que as lagartas de uma outra traça (Amorpha juglandis) podem produzir um som de “apito” a partir de suas laterais.

Usando um vídeo de alta velocidade, os pesquisadores notaram que a lagarta puxou a cabeça pra trás para comprimir a cavidade do corpo enquanto assobiava. Ao contrário dos répteis, aves e mamíferos, insetos não respiram pela boca, e sim por buracos conhecidos como espiráculos.

Os cientistas então observaram que as lagartas forçam o ar para fora destes buracos para assobiar, gerando ruídos. Para confirmar essa ideia, eles aplicaram látex sobre os oito pares de espiráculos das lagartas. Em seguida, foram retirando o látex de cada par sistematicamente.

Os assobios definitivamente vieram do oitavo par, gerando sons que duram até quatro segundos cada, e abrangendo frequências que variaram desde audível para as aves e seres humanos até ao ultra-som.

Lagartas do bicho-da-seda produzem os sons de cliques para avisar os predadores que aquela refeição vai ser desagradável. Mas por que as lagartas assobiam? Para descobrir isso, os pesquisadores estudaram o toutinegra amarelo (Dendroica petéquias), um pássaro conhecido por comer frequentemente lagartas. Os cientistas colocaram as lagartas nos galhos das gaiolas dos toutinegras amarelo e filmaram o encontro.

Surpreendentemente, quando as aves atacaram as lagartas, elas assobiaram e o pássaro vacilou e fugiu. Em testes com três toutinegras e dois ataques cada um, as lagartas escaparam completamente ilesas.

A conclusão dos pesquisadores é de que as aves ficam claramente assustadas com o assobio inesperado da lagarta. Os sons provavelmente não são para alertar que as lagartas têm gosto ruim, como acontece com o clique da lagarta do bicho-da-seda. Os pássaros simplesmente parecem levar um susto a partir do som inesperado.

Fonte: Hypescience


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL

MAUS-TRATOS

FELICIDADE

TRATAMENTO MÉDICO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>