Laboratórios de pesquisa ingleses que usam animais investem em segurança máxima


Por Camila Arvoredo ( da Redação)

Foto: reprodução Opposing Views

Um novo centro de pesquisa que está sendo construído em Londres – um conglomerado do Conselho de Pesquisa Médica da Universidade College of London – apresentará uma das maiores proteções e severas medidas de segurança já vistas na Inglaterra, relatou o britânico “Opposing Views”.

O plano de segurança identifica crimes de terrorismo e “extremismo doméstico” como preocupações. “Riscos potenciais de segurança podem surgir de extremismos domésticos – potencialmente vindos de movimentos dos direitos dos animais”.

Entre as medidas estão uma rede CCTV, materiais resistentes, vidros fortalecidos e veículos anti-hostilidade. A oitava página do documento afirma que: “Isto serve para criar o máximo de repulsão frente a dispositivos explosivos.”

Ele também detalha como o perímetro será vigiado e reuniões mensais serão mantidas com a polícia local, unidades de inteligência, frentes especializadas em redes de extremismo nacionais e com a segurança da Biblioteca Britânica.”

Nota da Redação: Terrorismo é o que os cientistas fazem com os animais nos laboratórios de pesquisa.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SAÚDE

GOIÁS

NOVA JORNADA

HONG KONG

AFETO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>