Cão encontrado atropelado aguarda um novo lar em SP


Leila Almeida
leila.alm@uol.com.br

O Bob (já foi batizado na clinica que está cuidando dele) foi atropelado na Rua Cordilheiras na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP).

Eu passei por lá na quinta-feira (9/12) à noite e vi este cachorro deitado na ilha de gelo baiano que tem nesta rua próximo a um ponto de ônibus.

Ele sangrava bastante e estava meio arisco por conta da dor. Não me deixava chegar perto. Daí, umas pessoas se aproximaram, inclusive dois policiais, e me ajudaram a colocar o animal no meu carro. Ele entrou mancando da perna traseira, onde havia um enorme corte.

Engraçado que, assim que o cachorro entrou  no meu carro, o resto do pessoal simplesmente desapareceu!!
Para encurtar a história, ele dormiu na casa da Angelita (chefe de cozinha que tem um espaço gourmet na R. Teerã). No dia seguinte, levei à uma clínica em Interlagos.

O danado estava com essa carinha linda, quando fui buscá-lo na casa da Angelita. Ele tinha muito dor e estava bem indócil que até me mordeu .

Ontem estive na clínica e ele já está sendo tratado. Sorte que fraturou apenas um metacarpo da pata traseira, mas o corte está infeccionado.

As Doutoras estão cuidando muito bem dele. Fizeram uma sutura no corte e estão tratando a infecção. Ele já é outro cachorro. Já consegue colocar a pata traseira no chão, embora toda enfaixada, e veio me cumprimentar com muita alegria.

Quando o encontrei, ele tinha uma coleira de metal no pescoço, o que indica que tem ou teve tutor.

Coloquei na sexta-feira (10/12) fotos dele em vários lugares na Vila Leopoldina: Nos Pet shops das Ruas Schilling, Carlos Weber e Cordilheiras; na nova clinica veterinária que tem na R. Passo da Pátria, na Padaria Letícia e no Laicão. Ah, coloquei também numa árvore na praça John Lennon, onde há treinamento de cachorros.

Pois bem, até agora nenhum sinal de tutor desesperado.

Nesta quarta-feira irei retirar o Bob no veterinário e passear com ele pelo bairro, próximo ao local onde foi atropelado. A minha esperança é que lembre do caminho de sua casa, pois acho que ele tem costume de passear pela rua.

Agora, se o Bob estiver com amnésia, aí  ‘tô frita’. Não sei o que fazer com ele. Não tenho onde colocá-lo. Vamos ter que arrumar um novo tutor para ele.

Contato: Leila Almeida – (11) 7882-0222 / 9383-6077 – leila.alm@uol.com.br


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA

RECOMEÇO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>