Ibama autoriza agricultores de SC a matar javalis com arma de fogo


Os agricultores de Santa Catarina conseguiram uma autorização do Ibama para abater os javalis selvagens que atacam as plantações de milho e de soja.

Representantes do Ministério Público, da Policia e da Secretária Estadual de Agricultura participaram de uma audiência pública e conseguiram o acordo com os órgãos ambientais. Uma portaria foi publicada no Diário Oficial, autorizando os agricultores a matar os animais.

Para poder ter este direito é preciso se cadastrar no Batalhão Ambiental. Os javalis só podem ser mortos dentro das propriedades e com armas registradas.

Fonte: R7

Nota da Redação: O ser humano interferiu no fluxo natural dos javalis e agora se volta contra esses animais, vítimas das consequências provocadas pelo ato irresponsável: os primeiros javalis foram retirados da Europa e levados para a Argentina no início do século XX. A sua dispersão fez com que ocupassem o Brasil pela fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. O desequilíbrio populacional da espécie é resultado também do desmatamento realizado pelos seres humanos para dar lugar ao cultivo agrícola. E, dando continuidade à cadeia de equívocos e exploração desses animais, os javalis são criados de forma absolutamente desrespeitosa e sua população cresce descontroladamente. Uma solução digna aos animais que foram vítimas da interferência humana sobre sua existência é o mínimo que se esperaria. No entanto, mais uma vez animais pagam pelo desequilíbrio humano. 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA

MAUS-TRATOS

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>