Aves apreendidas no interior do Mato Grosso já estão em Centro de Reabilitação


Já chegaram ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras) de Campo Grande, MS, as mais de cem aves apreendidas ontem pela Polícia Militar Ambiental (PMA) em Anaurilândia. (Leia a notícia aqui)

Os animais passarão por um período de reabilitação no Cras para serem devolvidos à natureza. De acordo com o comandante da PMA, major Carlos Matoso, como grande parte das 107 aves capturadas são filhotes, elas serão alimentadas e avaliadas as questões de sanidade animal até o momento de soltura.

O major destaca que todas têm condições de voltar à natureza após o período de reabilitação. A região de onde foram capturados tem prioridade para a volta delas à vida selvagem. Segundo Matoso, o que chamou a atenção  é o número de tucanos apreendidos: ao todo, foram 38 filhotes da espécie. “É a primeira vez que a PMA apreende um número tão grande de filhotes de tucanos”, lembra o comandante.

Foto: Reprodução/Correio do Estado

Além dos filhotes de tucano também foram apreendidos 35 filhotes de papagaio, 13 filhotes de pássaros-pretos, uma arara-canindé e 20 coleiras-do-brejo adultos. “No caso dessas 20 aves adultas a reinserção à natureza é praticamente imediata. Elas passam pelo Cras, onde são avaliadas e logo são soltas novamente”, conta.

As aves apreendidas em Batayporã foram capturadas por um homem que levaria as espécies até São Paulo. A apreensão aconteceu em uma pousada, antes que os animais fossem transportados. Segundo o comandante da PMA, as aves poderiam ser vendidas por valores que variam entre R$ 100,00 até cerca de R$ 8,5 mil, dependendo de cada espécie. A ave mais cara é a arara.

“Este ano, as apreensões estão na mesma média que em anos anteriores, porém, o que chama a atenção é a diversidade das espécies que são capturadas”, diz o major Matoso. Ele lembra que durante todo o ano de 2009 foram apreendidos quase 200 papagaios e em 2008 foram cerca de 400.

Conforme o major, o período de reprodução das aves silvestres, que começou no mês de setembro, é propício para a ação dos traficantes de animais que monitoram os ninhos para a captura ainda nos primeiros dias de vida. Dos filhotes apreendidos, a maioria tem semanas de vida. Entre os 107 animais, um tucano acabou morrendo por estar bastante debilitado.

Traficante

O acusado pelo tráfico reside em São Paulo e saiu ontem mesmo da delegacia. Ele responderá pelo crime em liberdade. Caso seja condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 53.500,00.

Conforme o comando da PMA, as ações de fiscalização estão sendo intensificadas no combate ao tráfico de animais silvestres, em especial neste período de reprodução da maioria das aves. No Estado, o animal mais traficado é o papagaio e esta espécie só interessa aos traficantes enquanto filhotes.

Fonte: Correio do Estado


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

POLÍTICA PÚBLICA

RECOMEÇO

BANALIZAÇÃO

CAZAQUISTÃO

DESMATAMENTO

BARBÁRIE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>