Tribunal alemão proibe tatuagem em pônei


Um tribunal alemão proibiu o tutor de um ponéi de tatuar nas suas costas o símbolo dos Rolling Stones – uma boca com a língua de fora -, de acordo com a AFP.

O tutor, que tinha já cortado o pêlo do animal no sítio onde queria fazer a tatuagem e desenhado o logotipo da banda, solicitou, com urgência, ao Tribunal Administrativo de Münster, a anulação da decisão.

De um lado encontram-se as autoridades municipais, que se baseiam nas leis de proteção dos animais, contra os maus-tratos, e do outro lado, o direito do tutor de querer “embelezar e individualizar” o seu pônei. O tribunal decidiu que, de acordo com a lei, são proibidos os atos que inflijam sofrimento aos animais.

“Mesmo tendo em conta que são permitidas as tatuagens sem recurso a anestesia nos seres humanos, isso não significa que seja autorizado este tipo de intervenções na pele dos animais”, justificou o tribunal, acrescentando que teve em conta “as características próprias do medo no animal e a sua incapacidade para compreender a dor e avaliar a sua duração”.

Fonte: Jornal de Notícias/Os Bichos


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>