Traficante é preso com 107 aves silvestres no interior do MS


Policiais Militares Ambientais de Batayporã, em fiscalização no município de Anaurilândia prenderam um traficante com 107 aves silvestres prontas para serem transportadas para fora do Estado do Mato Grosso do Sul, para alimentar o tráfico de animais silvestres.

Luciano Vitor dos Santos foi preso em uma pousada, localizada a cerca de 12 km da cidade de Anaurilândia. Segundo o traficante, ele mesmo estava capturando as aves na região, desde domingo e levaria nesta noite para a capital de São Paulo.

Das 107 aves, somente 20 não eram filhotes. Foram apreendidos 35 filhotes de papagaio, 38 filhotes de tucanos, 13 filhotes de pássaros-pretos, 01 filhote de arara-canindé e 20 coleiras-do-brejo adultos. Pela primeira vez, a PMA apreende tantos filhotes de tucanos no Estado retirados para o tráfico. O tráfico comum na região é de filhotes de papagaios.

Os policiais militares ambientais da região de Batayporã, Bataguassu, Três Lagoas, Porto Primavera, que cobrem a região de Novo Horizonte, Ivinhema, Santa Rita do Pardo, Bataguassu, Anaurilândia, Brasilândia, região de onde têm saído todos os anos os animais para o tráfico, em especial, para São Paulo, desde setembro (período reprodutivo da maioria das aves) estão diuturnamente monitorando o movimento dos traficantes. Em princípio para evitar que as aves sejam retiradas e, para reprimir prendendo os elementos quando não é possível evitar a retirada dos bichos.

As aves, juntamente com o traficante foram encaminhados à delegacia de polícia civil de Anaurilândia, onde Luciano está sendo indiciado pelo crime ambiental cometido. A pena para este crime é de 6 meses a 1 ano de detenção. Luciano também foi autuado administrativamente e recebeu multa de R$ 53.500,00.

Os animais serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres – CRAS, em Campo Grande.

Fonte: Midiamax News 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA

DESPERTAR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>