Autoridades de Xangai cogitam política do ‘cão único’


O grande aumento do número de animais domésticos em Xangai, cidade de 20 milhões de habitantes, levou as autoridades municipais a cogitarem a adoção da política do “cão único”.

Assim como a política do filho único aplicada há 30 anos na China e que segue em vigor, apesar de flexibilizada, a nova lei proibiria as famílias de Xangai de possuir mais de um cachorro de estimação, informa a imprensa estatal.

De acordo com dados oficiais, Xangai tem 800.000 cães, mas apenas 25% deles estão registrados corretamente.

Cachorros são preparados para um show de beleza durante uma feira de cães em Wuhan, na província de Hubei , na última sexta-feira (5) (Foto: AFP)

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECONHECIMENTO

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO

ESPECIAL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>