Polícia ambiental multa homem que mantinha jacaré-de-papo-amarelo em casa


Por Alexandre Ribeiro
Foto: Divulgação

No último dia 5 de novembro, a equipe de Patrulhamento da Polícia Militar Ambiental, foi averiguar a solicitação de alguns moradores que denunciavam a existência de um jacaré sendo criado irregularmente numa residência da Rua Santa Tereza, Vila Talma, em Jales (SP).

Após contato com o morador do local, foi constatado que A.N.A, mantinha em cativeiro um filhote de jacaré-de-papo-amarelo. Ele reconheceu não possuir autorização do órgão ambiental competente para criar animais silvestres e contou ter capturado o animal, por acaso, através de anzol e vara de bambú, durante uma pescaria feita há cerca de oito dias antes.

Por tratar-se de crime contra a fauna silvestre, o infrator foi conduzido até o 1º Distrito Policial, onde o delegado Elton José Honorato tomou as providências penais pertinentes e a Polícia Ambiental lavrou um Auto de Infração Ambiental com multa de R$ 500,00.

O jacaré for a periciado pelo Instituto de Criminalística e examinado por médico veterinário, que autorizou a soltura, realizada às margens de um córrego nos arredores da cidade, mas cuja localização não foi fornecida.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TAILÂNDIA

ESTUPIDEZ HUMANA

POLUIÇÃO

AUSTRÁLIA

ÓRFÃO

MALDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>