Circo californiano não utilizará mais animais em suas apresentações


Foto: UPI/Stephen Shaver Photo via Newscom

Por Giovanna Chinellato (da Redação)

O circo Vargas, com base na Califórnia, EUA, juntou-se às outras dezenas de entretenimentos inovadores que deixam os animais longe do picadeiro. A PETA fez campanhas contra o circo alguns anos atrás quando ainda forçavam lhamas, elefantes e outros animais a fazer truques.

As pessoas que se importam com os animais não querem que elefantes sejam espancados com ganchos de metal ou que  tigres sejam forçados com chicotadas a obedecer algum comando, logo, o circo tomou uma ótima decisão. Afinal, o número de circos sem animais tem aumentado muito nos últimos anos pela demanda do público.

Comprando tickets para o Vargas e outros circos sem animais, você está ajudando a dizer ao Ringling Bros. e ao Barnum e Bailey para também abolirem os ganchos, chicotes e jaulas e finalmente libertarem seus solítarios e deprimidos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>