Rebocador usado para resgatar baleia chega à praia de Búzios no RJ


Um rebocador cedido pela Petrobras já está posicionado na Praia de Geribá, em Búzios, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, para tentar resgatar uma baleia que está encalhada desde a tarde de segunda-feira (25). De acordo com informações de bombeiros do município, a embarcação está a 1,6 mil metros da praia e especialistas e bombeiros estudam a melhor maneira de amarrar e puxar a baleia, aproveitando a maré cheia.

Animal encalhou na segunda-feira (Foto: Reuters)

O animal, da espécie jubarte, deve ser levado para depois da arrebentação. A preocupação é que a baleia não volte a encalhar em outros bancos de areia. A baleia tem cerca de 12 metros de comprimento e pesa em torno de 25 toneladas.

Apesar da chuva e do frio, voluntários passaram a madrugada acampados na praia, para monitorar as condições do animal. “Quando a maré secou muito, a baleia ficou ressecada. A gente teve que ficar se revezando para lançar água com baldes. Foi o suficiente para mantê-la viva”, contou o voluntário Raoni Lemos.

Moradores da cidade e até jornalistas de agências de notícias internacionais acompanham a operação. De acordo com biólogos, o animal estaria voltando do Nordeste brasileiro, rumo à região da Antártida, depois do ciclo reprodutivo. Em cerca de dez horas, foram pelo menos cinco tentativas de resgate, sem sucesso.

Ainda não se sabe os motivos que levaram a baleia a sair da rota. Ferimentos causados por embarcações ou até mesmo doenças são algumas das causas possíveis. Segundo especialistas, é exatamente por causa da fragilidade do animal que o resgate precisa ser feito o quanto antes.

“O animal está em uma condição de estresse, sem alimentação, mas a gente não pode desistir. Existe a possibilidade de a gente conseguir retornar esse animal ao mar”, ressaltou o pesquisador Jaílson Fungêncio, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ANGÚSTIA

COMPANHIA

VIOLÊNCIA INJUSTIFICADA

ASSASSINATO BRUTAL

EXEMPLO

AGROPECUÁRIA

POVOS ORIGINÁRIOS

FINAL FELIZ

DOR E SOFRIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>