Para poupar animais, fogos de artifício podem ser banidos dos Jogos Olímpicos


(da Redação)

Explosão de fogos de artifício no Estádio Nacional durante abertura da olimpíada de 2008 em Beijing. Foto: AFP

A possibilidade de que seja proibida a explosão de fogos de artíficio na abertura e encerramento nos Jogos Olímpicos foi discutida hoje na reunião da Associação dos Comitês Olímpicos Nacionais (ACON) com o conselho executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI).

Hemasiri Fernando, chefe do Comitê Olímpico do Sri Lanka, levantou a questão de que os fogos de artifício, que são uma parte das comemorações, pode ser muito prejudicial para os animais.

Em 1988, nas Olimpíadas de Seul, os organizadores liberaram um grande número de pombas brancas para comemorar a trégua olímpica e, tragicamente, as aves voaram sobre o caldeirão e morreram. Depois de protestos de ativistas em defesa dos animais em todo o mundo, o COI decidiu banir a liberação de pombas na cerimônia.

O presidente do COI, Jacques Rogge, disse, “Nós vamos estudar isso a sério e eu não estou dizendo que vamos eliminar os fogos de artifício. Mas vamos analisar.”


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>