Entidades recolhem cães abandonados em Rio Claro (SP)


Saara foi encontrado abandonado em uma construção. (Foto: Reprodução/JC)

Paralelo ao trabalho do Centro de Controle de Zoonoses, entidades e organizações não governamentais (ONG) fazem um importante trabalho de amparo a animais abandonados e vítimas de maus-tratos no município de Rio Claro, interior de São Paulo.

Recentemente, o Grupo de Apoio e Defesa dos Animais (Gada) recolheu no Jardim Vista Verde um cão da raça labrador, que estava amarrado em um poste. De acordo com vizinhos, que acionaram o Gada, o animal permaneceu preso por dias, sem comida e água. Quando foi resgatado o cachorro estava fraco e bem abaixo do peso.

Outro grupo de voluntárias que desenvolve trabalho semelhante é o Patinhas de Anjo. Achado em uma construção, o cãozinho Saara foi um dos animais que teve a vida salva pela entidade. Diagnosticado com sarna em todo seu corpo, Saara teve a visão de um olho comprometida.

Contudo, essas entidades contam com recursos próprios e subvenções para fazer seu trabalho filantrópico e sem bens lucrativos. Além de altruísmo, as ONGs de proteção aos animais têm em comum a sobrecarga de demanda e a falta de recursos.

Além de um abrigo para os animais recolhidos, o Gada, por exemplo, mantém uma clínica veterinária e faz uma permanente campanha de castração de cães e gatos.

Fonte: Jornal da Cidade 


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

BOA AÇÃO

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>