Seth, o cãozinho carente que parou de comer em São Paulo, precisa de um lar amoroso


Giselle Pastorello
gi_sarbouck@yahoo.com.br

Agora peço socorro para o Seth (cão espancado em maio deste ano por ser confundido com um pit bull).

Seth teve uma das patas fraturadas e já passou por cirurgia, está castrado, vacinado e microchipado. Encontra-se agora no hotel da Zoológica em Piedade junto com a pit bull Pinta Preta.

Apesar das boas conquistas, ele está MUITO TRISTE. Não se adaptou à vida em canil e não quer mais comer ou brincar, os exames não acusam nada, simplesmente inacreditável. Ele está cada dia mais magro e sem brilho no olhar! Preciso urgentemente de um lar para ele, mesmo que temporário.

Seth tem ótima índole, pensei em inserí-lo em programas onde possa trabalhar com idosos ou em orfanatos, porém para tanto precisa ser adestrado (ganhou adestramento), mas preciso de um local em SP (zona sul) ou ABC para que isso seja feito e, nestas regiões não há hospegadem para ele por menos de R$ 600,00 o mês (só para ficar, sem contar ração, caminhas, etc.), final de ano então, piorou! Acabo ficando sem saída e mantendo-o em Piedade. O que fazer?

Então, se alguém puder dar lar temporário para ele, ou quem sabe conhecendo um pouco de sua história queira adotá-lo, agradeço de coração. Sinto que logo vou perdê-lo. Ele é carente e precisa de um ser humano ao lado, de afeto, de companhia… O que infelizmente não é o que ocorre em canil.

Ele tem uma pessoa no hospital veterinário em São Bernardo do Campo  que o adora e vice-versa. O Kadu, que quer muito adotá-lo, mas não tem espaço em casa… Enfim, é triste porque o Seth o adora e o seguia enquanto cuidava dos outros obedientemente. Uma linda amizade entre os dois, até pensei que não haveria uma pessoa tão ligada ao Seth tão cedo, mas há e no entanto não podem ficar juntos. O jeito é pedir socorro, antes que seja tarde demais para o Seth…

Seth no canil, ainda não adaptado para uma vida só (Foto: Por Divulgação)

Por favor divulguem muito este menino lindo, tem aproximadamente uns 8 anos de idade.

Obrigada,
Giselle Sarbouck Pastorello
(11) 7856-4368


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

RECONHECIMENTO

PRESERVAÇÃO

VAQUINHA ON-LINE

FINAL FELIZ

LEALDADE

COMPROMISSO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>