Conheça a história de Fred, um cão que aguarda adoção há 2 anos no CCZ-SP


Keke flores
kekeflores@gmail.com

Volto aqui para falar do Fred, devido a tantos e-mails e telefonemas que também se comoveram com o pouco que contei sobre esse menino.

Fred recebendo carinho na rua, adora um passeio

Fred deu entrada no CCZ-SP no dia 17/12/2008. Irá fazer dois anos já. Quase 730 dias… Tadinho desse peludo!

Entrou com uma lesão necrosada, e ainda tinha pontos no local. Foi recolhido nas mediaçãoes do Shopping Aricanduva, depois de ter apanhado de outro cão. Ficou bem debilitado, se recuperou aos poucos no CCZ, onde foi bem cuidado.
 
No começo Fred era meio assustado, desconfiado com pessoas, rosnava quando alguém se aproximava da porta do canil e o olhava, talvez por medo, devido a tanto sofrimento causado nas ruas de São Paulo..
 
Aos poucos Fred foi mostrando quem realmente é, um cão dócil, extremamente simpático, que se dá bem com outros cães, adora passear. Parece que às vezes ele até sorri…

Às vezes acho que Fred dá sorte aos outros cães, e muita sorte. A maioria dos cães colocados no canil com ele é adotada, e Fred continua lá. Infelizmente ele dá sorte apenas para os outros.
 
Sempre que entro no canil onde Fred está, o comportamento dele é sempre o mesmo: ele abana o rabo, anda de um lado para o outro, na expectativa de eu levá-lo para passear.
 
Até no dia da adoção da Meg, quando entrei no canil para retirá-la, Fred mudou, se desesperou, fez coisas que eu nunca tinha visto, rosnou para Meg, queria a qualquer custo colocar a cabeça na coleira, me lambia o rosto (coisa que ele nunca fez). Se eu deixasse, Fred subiria na minha cabeça, de tanto desespero em que ele se encontrava.. 
 
Me senti o pior ser humano da terra, como eu poderia divulgar e contar uma história triste de uma cachorra recém-chegada e não falar a do Fred ? Como eu poderia fazer isso com um cachorro tão dócil, que já está a quase DOIS ANOS em um canil?

Pedi tantas desculpas chorando ao Fred, que ele me entendeu, foi para o canto e ficou olhando eu retirar a Meg, ficou quietinho, pareceu que Fred sabia que ainda não era a sua vez.
 
Mas, graças a Deus, e a meio a tantos pedidos, vou ter a oportunidade de  contar um pouquinho desse cão vira-lata chamado Fred, e sei que não irá ser tão fácil como a doção da Meg, pois Fred não usa pelagem de grife (as centenas de telefonemas e emails de tantas pessoas interessadas na Meg, quando citei em passar fotos dos outros peludos do CCZ, não houve interesse, apenas uns 10% das pessoas se interessaram). Mas isso nos dá incentivo para lutarmos mais e mais.
 
Sei que juntos conseguiremos uma família a esse menino lindo e aos outros “Freds” que se encontram no CCZ-SP.
 
Obrigada a todos!
 
Boa sorte, querido Fred !!
 
Contato:
Keké Flores
(11) 9177-9046


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SAÚDE

GOIÁS

NOVA JORNADA

HONG KONG

AFETO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>