Maior mamífero dos EUA é fotografado em quintal de uma residência


Camila Cristina Scarparobozza registrou o momento em que um alce entrou no jardim de sua casa para se alimentar com algumas folhas, em Anchorage, no Estado americano do Alasca. Segundo Camila, com a chegada do outono e do frio na região, os animais aparecem mais na cidade.

Foto: Camila Cristina Scarparobozza

Segundo a organização WWF, o alce é o maior mamífero da América do Norte e pode ser encontrado em várias áreas – de montanhas a pântanos – e foi seriamente ameaçado de extinção no século XX por causa da caça. Esforços de preservação levaram ao ressurgimento da população – hoje estima-se que existam 1 milhão de indivíduos na natureza.

Contudo, de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), apesar da relativamente grande e bem distribuída população, o alce ainda corre risco por causa da caça no hemisfério norte.

Além da América do Norte – principalmente Canadá e Alasca -, pode ser encontrado na Europa e Ásia – basicamente na Rússia.

Segundo o WWF, alcança até 1,8 m de altura (dos ombros aos pés) e até 725 kg (machos) e 590 kg (fêmeas). Além dos chifres largos, chama a atenção um pedaço de pele que fica abaixo do pescoço e tem em média 30 cm de comprimento chamado de “sino”.

Fonte: Terra


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ASFIXIA

ATO DE AMOR

GENEROSIDADE

MOÇAMBIQUE

ÍNDIA

MINAS GERAIS

ESTUDO

CONSUMO CONSCIENTE

PROTEÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>